26 junho, 2012

Da maternidade

Acho que pus de lado a ideia de um dia vir a ter filhos. Já houve uma altura da minha vida em que o quis muito, mas simplesmente não aconteceu. Houve outra em que nem se pensava nisso e quase se proporcionou, dando apenas origem a um falso alarme. Acontece...
Hoje em dia e depois de ter pensado vezes sem conta neste assunto tão delicado, penso que é um sonho que, por ter sido tantas vezes adiado, foi definitivamente cancelado. Com o tempo, acabou por ruir, por se autodestruir. 
Ontem, após uma troca de ideias, a minha irmã disse-me: "Quando tiveres os teus filhos, vais ver!". Ao que respondi que não vou ter filhos. Mais tarde, perguntou-me o porquê de eu ter dito aquilo. Expliquei-lhe que provavelmente já passou o tempo. Um sonho que se tornou amargo, para o qual já não tenho a mesma predisposição. Expliquei-lhe também que ela teve a sorte da ter condições que eu já não terei. Ela foi agraciada e eu não. Fico contente por ela e triste por mim. Mas a vida é mesmo assim, faz parte.
Por outro lado, existem outras razões que também pesam. Acho que o ter filhos é um sonho muito mais da mulher do que do homem (ou ter-me-ei eu cruzado com as pessoas erradas, o que não deixa de ser verdade). E para mudar de ideias, teria de ter ao meu lado alguém que o quisesse muito. Mesmo muito. E nunca foi o caso.
Aqui está a explicação de um sonho que um dia existiu em força e que, com o tempo, me foi abandonando. Algo que perdi pelo caminho e que considero quase irrecuperável...



2 comentários:

  1. Fiquei muito triste ao ler este teu post...estou há muito tempo a tentar ter um filho e, pensava eu, que este sonho, uma vez plantado, jamais desapareceria. Ver que tu já desististe do teu sonho faz-me pensar se um dia também eu desistirei do meu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não desistas, Su. A sério.
      Não foi minha intenção deixar-te triste. Se tens condições para ter um filho, então persegue o teu sonho.
      Eu estou triste com a vida, por tanto que me tem acontecido. E por isso é que vou desistindo de alguns sonhos. Tenho posto em causa muitas das coisas em qua acreditava. Mesmo assim e apesar dos meus posts serem um pouco depressivos, considero-me uma pessoa bem disposta e com alguma capacidade de dar a volta às coisas. Mas aqui aproveito para desabafar um bocadinho.
      Em relação a este post em concreto, mais uma vez te peço que não fiques triste e que não desistas. Força.

      Um beijo doce e um abraço apertado,
      JB

      Eliminar