28 abril, 2011

Firefly

Quando tudo se desmorona à nossa frente e se desfaz dentro de nós, quando já não temos mais nada onde nos agarrar, quando a vida nos dá com uma paulada tão grande que perdemos os sentidos, quando não está ao nosso alcance mudar as coisas e nos dizem que já não há mais nada a fazer, quando nos sentimos frustrados, impotentes e perdidos… Perdemos o norte. Caminhamos sem rumo. Perdemos a vontade de continuar, mas sobrevivemos, pois não nos resta alternativa senão aceitar que realmente os espinhos são mais que evidentes e estão cravados no mais profundo de nós. Rendemo-nos. Ficamos de rastos e nem sequer resta força para chorar…
Quando a escuridão é imensa e já desistimos de tudo, surge ao longe uma luzinha. Devagarinho, quase imperceptível. Nem sequer lhe damos a devida importância, parecendo-nos antes uma ilusão. Pois perdemos a crença de que ainda nos podem acontecer coisas boas. Com essa luz vão surgindo outras e o meu refúgio vai sendo iluminado…

Surge o amor, a amizade, a confiança, a vontade. Surge o conforto de um abraço gratuito, a facilidade de um sorriso e a sinceridade de um olhar.
Tenho a perfeita noção da importância e do impacto que as pessoas têm na minha vida. Mas o que é realmente gratificante é vermos a importância que temos na vida dessas pessoas.
Surge então o agradecimento e a emoção. E retribuindo, surge o meu muito e muito obrigada, por existirem e por estarem aqui, assim, para mim…


 Thanks from Ladybug :)

Sem comentários:

Enviar um comentário